Dia do Orgulho Lésbico: Direito de amar outra Mulher

Compartilhe esta página:
Twitter
Visit Us
Follow Me

Ditadura em 1983, as lésbicas eram maltratadas e presas pela polícia quando passavam nos bares com a “Operação Sapatão”;

Lésbicas feministas, atletas, universitárias frequentavam e sustentavam o Ferro’s Bar, ainda assim seus donos proibiram o Galf – Grupo de Articulação de Lésbicas Feministas de vender o Chana com Chana, tablóide de visibilidade das situações discriminatórias vivenciadas pelas lésbicas.

No dia 19 de agosto, barradas na entrada, elas iniciam uma manifestação com panfletagem, unidas com outros companheiros gays e parlamentares conseguiram entrar, leram o manifesto e marcaram o Dia Nacional do Orgulho Lésbico.

“Ele só voltou atrás por causa da nossa força, da nossa união. A democracia neste bar só depende de nós”.

Assim como Rosely Roth acreditamos que romper com o machismo e lesbofobia só é possível com a união de todas nós mulheres, vamos dar Visibilidade e ter Orgulho lutando juntas pelos direitos das mulheres que amam outras mulheres

Publicaremos todos os dias lésbicas que fizeram e fazem história.

Siga nossas redes e conheça um pouco mais.

Fonte: https://youtu.be/D3kkBUEuJv0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ÚLTIMAS POSTAGENS

CATEGORIAS

Tags

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support