Dossiê Trans 2021

Compartilhe esta página:
Twitter
Visit Us
Follow Me

Nossa última postagem da nossa série sobre o Dossiê “Assassinatos e Violência Contra Travestis e Transexuais” organizado pela ANTRA (Associação Nacional de Travestis e Transexuais).

Segundo o Dossiê, em 2020 cerca de 14% dos casos notificados não respeitaram a identidade de gênero das vítimas e aproximadamente 47% dos casos notificados na mídia expuseram o nome de registro das vítimas e quase nunca mencionaram o nome social.

A pesquisa alerta sobre as notificações dos casos nas quais a classificação das identidades de gênero é feita de forma estereotipada, racista e classista. As vítimas classificadas pela grande mídia como mulheres transexuais , geralmente, são aquelas que “não atuavam na prostituição, que eram brancas e apresentavam um alto grau de leitura social cisgênera”, de acordo com o relatório da ANTRA. Essa classificação baseada em preconceitos contribui muito para a marginalização da imagem da travesti.

Os dados publicados pela ANTRA todos os anos nos servem como um alerta de como os avanços em relação à população LGBT+ e, em especial, a comunidade Trans, estão acontecendo de forma lenta e ao custo de muito trabalho e de muita luta.

A CAMTRA se une a essa luta em busca de uma sociedade feminista, antirracista, justa e igualitária, sempre enfrentando qualquer tipo de preconceito, opressão, discriminação e cobrando por políticas públicas que ajudem a tornar essa sociedade possível!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ÚLTIMAS POSTAGENS

CATEGORIAS

Tags

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support