Em Memória de Iasmyn Souza e Caio Dantas

Compartilhe esta página:
Twitter
Visit Us
Follow Me

Iasmyn Souza (20) e Caio Dantas (24), casal de pessoas negras e LGBTI+ que morava em Angra dos Reis – RJ foi assassinado por um vizinho na madrugada do dia 16 de março de 2019, no bairro da Japuíba.
A família da Iasmyn precisa de ajuda para levar o corpo da vítima para Florianópolis, onde residem. Estão pedindo doações por meio do link:https://www.vakinha.com.br/vaquinha/enterro-iasmyn-souza?utm_campaign=facebook

Não encontramos confirmações sobre a orientação sexual de Iasmyn. Acreditamos que seja uma mulher bissexual ou pansexual uma vez que começou a namorar Caio quando ele ainda se identificada como mulher. Caio era heterossexual e assumidamente um homem trans. Tanto Caio quanto Iasmyn tinham muito orgulho de serem pessoas negras e LGBTI+. Ao que parece, Iasmyn era umbandista e ambos afirmavam abertamente sua ancestralidade negra. Além disso, o casal era declaradamente de esquerda.
Assim como Marielle Franco e Luana Barbosa dos Reis Santos este é mais um caso de assassinato em função do incômodo que as vítimas causavam à sociedade por serem e pensarem diferente. Essas são mortes negras, de esquerda e LGBTI+ que precisam ser lembradas em um luto político e combativo.
Diante da perda de um casal tão assumidamente apaixonado pode parecer indelicado apresentar tantas informações políticas e ao mesmo tempo íntimas, mas a vida que levavam era política e é sempre difícil apontar – após a morte – quais eram todos os elementos envolvidos no ódio letal que os assassinos desenvolvem contra suas vítimas.
Em homenagem ao casal, escolhemos este poema para representar uma das muitas declarações públicas de amor que Caio fez à sua esposa, no dia 5 de janeiro de 2017, em sua rede social:

“É 31 de dezembro
Fim de mais um ano
E por mais que eu tente
Fazer outros planos
Outro ano começa
Com o antigo sonho
De ter você comigo
E por mais que eu queira
Porque você não sai da minha cabeça
Porque você não sai da minha cabeça
E vou pedir pra toda estrela que eu vejo
Pra realizar meu único desejo
Amanhecer, primeiro de janeiro
Com você
Banho de mar
Amar e amar
De amor me perder
Porque você não sai da minha cabeça
Porque você não sai da minha cabeça”

Caio e Iasmyn presentes!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ÚLTIMAS POSTAGENS

CATEGORIAS

Tags

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support