Os direitos sexuais e reprodutivos das mulheres negras

Você está visualizando atualmente Os direitos sexuais e reprodutivos das mulheres negras

Fernanda Lopes, doutora em saúde pública pela Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo e membro do Grupo Temático Racismo e Saúde da Abrasco publicou um Ensaio no Nexo Jornal, sobre racismo e aborto: no Brasil, o risco de uma mulher negra morrer por aborto inseguro é 2,5 vezes maior do que o de uma branca. Elas também são maioria entre as que dão à luz após uma gravidez não intencional.

Fernanda, que é ainda consultora da Niketche: transformando realidades, que atua nas áreas de saúde e direitos humanos, desenvolvimento e equidade racial e de gênero – participará do Debate Emergente do 8º Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas em Saúde, no domingo, 29 de setembro, às 17h00 na Tenda Palmira Lopes.

Confira a matéria completa aqui