#JulhodasPretas: Luísa Mahin

Compartilhe esta página:
Twitter
Visit Us
Follow Me

#JulhodasPretas #25MujeresAfro Luísa Mahin: A guerreira negra cuja memória resistiu e resiste à todas as tentativas de apagamento!

Luísa Mahin, da qual não se sabe ao certo o nascimento ou a data de morte ou ainda nascida no Brasil ou África, foi uma líder e abolicionista negra, mãe do poeta e advogado abolicionista Luis Gama. Embora seja essencialmente reconhecida como uma Guerreira Africana, não se sabe se nasceu no Brasil ou África, mas é originária do povo Mahin e da etnia Jejê, do Benin. Sempre negou o batismo e manteve suas tradições africanas acima das doutrinas cristãs.

Segundo contam a história e tradição oral, Luísa teria feito de sua casa um quartel general das principais revoltas negras que ocorreram na Bahia em meados do século XIX, entre elas, a Grande Insurreição ou Revolta dos Malês, última grande revolta de escravos ocorrida na Capital baiana em 1835. Teria também participado de outros levantes no Maranhão e no Rio de Janeiro – estados para os quais teria migrado em fuga.

Por muito tempo, em razão do racismo estrutural da academia que se traduz no apagamento de figuras negras históricas, principalmente as mulheres, a existência de Luísa foi negada, tendo ela sido tratada como um mito ou um alter ego de seu filho mais famoso. No entanto, mais recentemente, graças aos esforços de pesquisadoras/es e ativistas negras, e também da própria valorização da tradição oral, o nome de Luísa tem sido retomado principalmente a partir dos relatos detalhados e referenciados de seu filho:

“Sou filho natural de uma negra africana, livre da nação nagô, de nome Luiza Mahin, pagã, que sempre recusou o batismo e a doutrina cristã. Minha mãe era baixa, magra, bonita, a cor de um preto retinto, sem lustro, os dentes eram alvíssimos, como a neve. Altiva, generosa, sofrida e vingativa. Era quitandeira e laboriosa”. Luiz Gama

Viva Luiza Mahin e a memória de todas as heroínas pretas! jamais será apagada e não seremos silenciadas!

Referências
https://theintercept.com/2019/06/03/dandara-luisa-mahin-historia

Luíza Mahin


http://xn--wikipdia-f1a.com/luiza_mahin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ÚLTIMAS POSTAGENS

CATEGORIAS

Tags

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support