Mortes por Covid-19 de grávidas e puérperas tem um aumento de 145%

Compartilhe esta página:
Twitter
Visit Us
Follow Me

Entre 1º de janeiro e 10 de abril de 2021, 362 mulheres gestantes e puérperas morreram vítimas da Covid-19.

Os dados, retirados do Observatório Obstétrico Brasileiro Covid-19 (OOBr Covid-19), revelam ainda que o aumento de óbitos desse grupo por semana foi muito superior se comparado com o da população geral.

Em 2021, a média de mortes semanais de mulheres grávidas e puérperas por conta da Covid-19, até 10 de abril, era de 25,8. Em 2020 este número foi de 10,5. Um aumento de 145,4%.

Entre o grupo, são as mulheres grávidas e puérperas negras as que mais são afetadas pelos impactos da pandemia.

Em estudo produzido por pesquisadoras da Unesp, Ufscar, Imip, UFSC e Fiocruz, foi revelado que as mulheres negras foram hospitalizadas em piores condições, apresentaram maior taxa de admissão na UTI, de uso de ventilação mecânica e óbito.

Acompanhamos todos os dias o retrato do esvaziamento das políticas públicas, da desvalorização da ciência e do Sistema Único de Saúde (SUS). Como consequência, estamos “vivendo” sem ter o direito de vislumbrar algo para além da sobrevivência.

Pela Vida de Todas as Mulheres Trabalhadoras e para que Todas não precisem se expor aos riscos da contaminação para sobreviver, exigimos Auxílio Emergencial de R$ 600 até o fim da pandemia e Vacina Para todas Já!

Por Mim, Por Nós e Por Todas! 🌻

Em caso de violência doméstica, acesse o Defenda-se: camtra.org.br/defenda-se/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ÚLTIMAS POSTAGENS

CATEGORIAS

Tags

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support