Sede das mulheres Munduruku é depredada

Compartilhe esta página:
Twitter
Visit Us
Follow Me

NOTA DE REPÚDIO: Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (COIAB)

Hoje (25) os conflitos provocados pelo garimpo no sudoeste do Pará ganharam um novo episódio: a sede da Associação das Mulheres Munduruku Wakoborũn, situada na cidade de Jacareacanga, foi vandalizada a mando de garimpeiros criminosos que atuam na região.

Os vândalos entraram no escritório da associação e queimaram documentos, quebraram vidros, rasgaram quadros e cartazes, picharam a fachada do local e danificaram mesas, cadeiras e ventiladores, além de mostruários com peças de artesanato. As fotos mostram que o escritório ficou inutilizável. Não há relatos de feridos ou mortos.

A violência ocorreu logo após um protesto chamado por garimpeiros, que fizeram ainda ameaças de morte às mulheres que se opõem a essa atividade econômica.

A sede tinha ocupação recente – foi alugada em dezembro de 2020 – e era utilizada para o atendimento de caciques, cacicas, lideranças, guerreiras e guerreiros. Outras organizações que também utilizavam aquele espaço eram a Associação Da’uk, a Associação Arikico, o Movimento Munduruku Ipereg Ayu e o CIMAT.

Em comunicado, a Associação das Mulheres Munduruku Wakoborũn relata que essa tragédia foi anunciada diversas vezes pelos defensores do garimpo. Denúncias foram feitas para resguardar a integridade física das mulheres Munduruku, mas o poder público local não tomou nenhuma providência nesse sentido.

“Estamos gritando há dias, pedindo para que as forças policiais ajam sobre esse grupo de criminosos que querem devastar nosso território e que ameaçam a nossa própria vida e integridade”, diz o comunicado.

Por meio de sua assessoria jurídica, a COIAB enviou um ofício ao Ministério Público Federal solicitando que as devidas providências sejam tomadas.

A COIAB se solidariza com a Associação das Mulheres Munduruku Wakoborũn, assim como com as demais organizações, e exige medidas efetivas e rápida apuração do governo em razão dos prejuízos financeiros e danos psicológicos causados aos nossos parentes Munduruku nesta quinta-feira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ÚLTIMAS POSTAGENS

CATEGORIAS

Tags

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support